domingo, 13 de maio de 2018

RS FEITA DE SOBRAS

Com algumas peças que tinha sobrando em casa decidi montar uma RS da RFFSA, as peças eram um par de redutor frateschi e um motor alem de uma carcaça escrotissima de RS 2 da Stwart, aquela que vem com pega mãos injetados na própria carcaça.
 

 

 

Usei apenas o miolo da carcaça Stwart, construí um novo estrado e escadas, tanque de combustível e chassi para comodar a mecânica frateschi, construí os cilindros de ar usando corpo de uma caneta, a unica coisa que comprei foi um jogo de pega mãos da atlas par rs3.
 

Fotos da locomotiva finalizada.

 

 

 

 

 

 

 



MODIFICAÇÕES EXTREMAS NA RDC

A partir de uma RDC 2 Proto, iniciei projeto de modificação para deixa-la mais parecida com um modelo que rodou no Brasil.
 

Deixa-la mais próximo possivel desta RDC que esta encostada em Mariano Procópio município de Juiz de Fora - MG, requereu que eu modifica-se as duas frentes parte do teto e parte das laterais; foi necessário fechar duas portas laterais que o modelo tinha próximo a cabine 2 alem de refazer o teno na parte da frete, caixa de farol number bords.


Optei por remover uma frete completa e a outra frente com parte das laterais ate onde iam as portas.

 

fotos a cima mostram as partes que foram removidas de cada lado
maior parte removida, note a porta do compartimento de bagagem
e a porta da cabine do maquinista ambas nao existem no modelo
que rodou no Brasil.



Foi necessário fazer um molde da lateral lisa da RDC para conseguir uma peça para ser encaixada na parte onde foram removidas as portas.
mode de silicone da lateral
A partir do molde fiz duas peças que foram colocadas no lugar das portas.
 




Nas fotos a cima é possivel ver as duas peças e depois a frente já pronta com teto. As frentes foram confeccionadas em duas metades e a porta da frente foi usada a original da RDC.
 


Foi refeito o limpa trilhos também. 

frente A
frente B
 A caixa de farol e o teto nas testas foram modelados em massa.
teto sendo modelado
Foi necessário varias aplicações de massa e processo de lixamento ate chegar a forma adequada.
apos terminado todo processo de modificações foi aplicada uma camada de primer.
 

Depois ainda foi aplicado fundo preto para so então ser aplicada tinta metálica prata.
 

pintura pronta 
pintura pronta
 Resultado final modelo montado e pronto.

 





quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Modificando as novas gôndolas GHS da frateschi

(Por Leandro Guidini) 
Primeiro, as considerações. O modelo esta muito bom em acabamento, embora esteja com as medidas incorretas, mas nada alarmante. No entanto, para que ele fique mais próximo do original, algumas ações devem ser efetuadas.
O vagão em questão tem que ter sua altura a partir do boleto modificada, tem que ser feita troca de truques e rodeiros e troca de engates, para que fique mais próximo da realidade do protótipo. Veremos a seguir?


notar a diferença, as duas primeiras ja estão modificadas, as duas ultimas ainda não. é notória a melhoria de altura e distância

- rebaixamento do peão do truque; (rebaixe a metade da altura total)
- retirada dos truques originais; os vagões vem com o truque padrão da frateschi, que representa os truques para mangas de eixo de 120 Ton, com 3 molas... o correto para este truque é o de manga para 100 Ton, que deve ter apenas duas molas (o truque antigo da frateschi esta muito bom pra isso) e a troca dos rodeiros para rodeiros de 33" (que eu usei exactrail com rodas RP25, a frateschi uma uma roda com padrão aproximado de 36", com flanges muito grandes) é necessário também rebaixar os pininhos que travam os truques nos peões
- troca dos engates; coloquei engates kadee 58, mas tem que ser feito um trabalho de retirada daquela parte da longarina que sai pra fora do modelo, retirando todo o excesso de material na longarina, fixando a caixa do kadee diretamente sobre o "piso" do estrado, a caixa encaixa exatamente no espaço onde aquele ressalto ficava - é necessário também retirar a trava que segura o conjunto de chassis ao corpo, para tal, um novo suporte deve ser feito de estireno internamente, para que a caixa do kadee seja parafusada ao corpo, dando firmeza ao conjunto, e que quando segurar o vagão pelo corto, o chassis não caia (eu ainda não fiz essa operação, apenas colei o engate com bonder, momentaneamente)




considerações finais: Tudo fica melhor visualmente... os vagões ficam mais perto, mais baixos, as rodas menores dão a cara que ele tem na vida real... O total que deve ser abaixado, para os mais puristas, é de 1,6 mm na altura total entre o fim da cabeceira e o boleto do trilho... isso confere ao vg a altura de 34,4 mm (3 metros na vida real), o vg "sai da caixa" com 36 mm de altura, mas lembrem-se, não basta rebaixar o peão do truque, tem que trocar os rodeiros!!!.... se for utilizar o truque original, com os rodeiros originais, o rebaixo tem que ser maior, e a flange sem padrão RP25 vai travar no estrado e não deixará o vg fazer curvas!!!

antes

durante, notem a gritante diferença de altura entre os dois modelos, e distância entre engates

depois de pronto


Não pensem que isso que fiz é um trabalho "purista", se for levar ao pé da letra, tem MUITO o que mexer ainda, mas, pra mim, esta bom desta maneira....É um trabalho bem gostoso de ser feito!....
Mãos à obra, e, independente das modificações, obrigado à Frateschi pelo novo modelo, pois esta muito bom seu acabamento!!